Início Previsões 2019 Previsões 2019

Previsões 2019

789
4

2019 na Numerologia é um ano 3, da soma de 2+0+1+9 = 12/3.

O ano do tipo 3 costuma ser o primeiro do ciclo numerológico de 9 anos em que fazemos colheitas concretas, em geral de cunho pessoal, fruto da soma das iniciativas e projetos do ano 1 com as formas dadas aos mesmos no ano 2. É um ano impar, masculino, criativo, alegre, divertido, comunicativo, talentoso e passional.

O 3 é um ano de exageros, de transbordamentos, de busca por prazeres, amor, expressividade e diversão. O numero 12 em especial, pressupõe um lado místico, mítico, espiritual, assim como a tríade perfeita representada pelo 3 e multiplicada pelo numero perfeito 4, das 4 estações, das quatro idades do homem, dos quatro elementos, representa. É um ano que exige preparação, planejamento e reflexão sobre o que desejamos fazer e obter no período.

Numeral 12, twelve, isolated on white background, 3d render

O 12 começa a atuar lentamente, exigindo paciência e tolerância, para ao final apresentar bons resultados. É um ano cristico especial, que costuma trazer experiências únicas já que estamos também com uma visão invertida e passiva da realidade.

Pela Astrologia, 2019 será um ano especial, que tende a ser mais harmonioso, já que temos 3 planetas em seus domicílios por signo que devem permanecer ali: Júpiter em Sagitário, Saturno em Capricórnio e  Netuno em Peixes.

Júpiter é o planeta da expansão, da abundância, da fé, sorte, justiça, ética e alegria de viver. Onde estiver transitando, costuma promover desenvolvimento, gerar oportunidades, atrair benefícios e ampliar áreas de atuação. Astronomicamente é o maior planeta visível do céu: sua massa e volume são superiores à soma de todos os outros. Por analogia, oportuniza crescimento, sucesso, fortuna e prestígio. Do ponto de vista psicológico, promove autoconfiança e entusiasmo porque atrai e emana simpatia, favorece e facilita, fertiliza e enriquece, transmitindo sensação de proteção.

Em Sagitário, Júpiter costuma ficar superlativo, olímpico, grandioso e multiplicador, favorecendo o crescimento de todas as áreas da atividade humana. Num signo de fogo, o planeta se torna mais defensor da vida e do entusiasmo, da alegria e da expansão, da busca pelo conhecimento, pela exploração de novos lugares, ideias, territórios, fronteiras e do desenvolvimento de grandes assuntos tais como a ética, a justiça, a cultura, os esportes, principalmente os radicais, que devem manifestar muitos recordes no próximo ano.

Júpiter em Sagitário vai trazer ventos mais positivos e generosos, que se traduzem por alto astral, maior concordância e harmonia entre os povos e nações, além da melhoria das relações diplomáticas e internacionais. Alguns assuntos regidos pelo signo ganham evidencia e passam a ser mais contemplados pela sorte e pela oportunidade de expansão. São eles o turismo, as viagens, intercâmbios, conhecimentos superiores, especializados e universitários, educação à distância, propaganda, marketing e promoções, história, antropologia, cultura, teologia e museologia, além de favorecer o mercado externo, a bolsa internacional e o comercio exterior. Ufa! São tantos setores ganhando, trocando e recebendo vantagens, que certamente vai refletir positivamente na economia e no astral de todo o planeta. Muito bom mesmo! Júpiter se muda pra Capricórnio só em dezembro de 2019.

Saturno entrou em Capricórnio no final de 2017, signo que rege e onde fica confortável para ser mais exigente do que já é. Capricórnio é o signo da maturidade, da velhice, da sabedoria e, consequentemente da escolha pelos elementos básicos e estruturais da vida, onde ela estiver manifesta: no corpo rege os dentes, a pele, os ossos e as articulações; num país e nas empresas rege a infraestrutura; numa casa rege os alicerces e assim por diante. Saturno visa obter qualidade e segurança em qualquer atividade ou situação e tem como meta principal investir na sua maturidade e aposentadoria,  momento em que não poderá mais produzir e trabalhar. Portanto, há que investir no lado profissional, na construção de uma carreira e de uma posição estável e solida para obtenção de status, reconhecimento, posição social e fama, se possível.

Saturno é objetivo, pragmático, conservador, precavido, econômico, realista, pé no chão, além de justo, preciso e confiável; e exige o mesmo de todos, que devem dar sempre o melhor de si em todas as situações. Em Capricórnio, suas qualidades se potencializam e a realidade ganha evidencia através dos confrontos e desafios que se apresentam, através da escassez, das vacas magras, da necessidade de ser pragmático sem cessar, de valorizar as experiências materiais e concretas, que normalmente se apresentam bem reais e cruéis nesta fase. Haja vista pelas nossas experiências, que andam bem nuas e cruas, inclusive com relação aos desafios climáticos. Sua passagem por Capricórnio vai até março de 2020, quando entra em Aquário, onde fica por algumas semanas, retornando a Capricórnio, para depois entrar definitivamente naquele signo em dezembro de 2020.

Netuno caminha em Peixes desde 2011. É um dos planetas do sistema solar que não se vê a olho nu e por isso o associamos com parte de nossa mente que não conhecemos – a mente inconsciente. Netuno rege a nossa hiperpercepção e hipersensibilidade para captar os climas, o astral, a totalidade das situações e, principalmente, o que a realidade não está mostrando. É a percepção extrasensorial que possuimos, uns mais, uns menos e que pode nos conduzir a captações claras, sutis e precisas ou, ao contrário, nebulosas, difusas, confusas como as ilusões e fantasias. Netuno rege as habilidades psíquicas que nos capacitam a ver o que não está escrito, ouvir o que não está sendo dito, perceber outras dimensões, captar a totalidade. Cada vez que Netuno muda de signo, afeta a maneira como capturamos o nosso entorno. O planeta mais sublime é regente também do senso estético mais apurado, de acentuada noção de proporção, ritmo, cor e harmonia, refinador da sensibilidade, percepção, imaginação ativa e criativa, inspiração, captação de imagens e impressões, senso de adaptabilidade e ecletismo. Netuno tem a capacidade de misturar, fundir, alquimizar ou ainda dissolver assuntos, elementos, atividades e produzir resultados inesperados. Tem talento pra obter visão do conjunto da realidade, compreende o todo e a interdependência dos elementos em jogo, levando em consideração a sociedade como um todo, assim como a multiplicidade de assuntos que se interdependem e inter-relacionam. Por isso mesmo, é o mais humanista dos planetas do sistema solar.

Ao entrar em Peixes, Netuno acentuou suas características, tornando o mundo mais globalizado e derrubando as últimas barreiras de resistência de pequenas culturas e grupos, que foram dissolvidos e se tornaram mais fracos. Inclusão é a palavra de ordem dos últimos tempos e Netuno tem uma especial observação dos fenômenos de comportamento de massa, modismos, ideias e expressões, que tendem, sob a sua batuta, a se espalhar planeta afora em curtos espaços de tempo. Será que isso é bom ou ruim?

Como regente da arte e das atividades artísticas, vimos a música, as artes visuais e o cinema viverem momentos de grande expressão, assim como tudo o que se associa à química, à alquimia, indústria farmacêutica e medicamentos, que tiveram crescimento expressivo, especialmente os genéricos. Vimos ainda o mercado de vinhos, gastronomia, perfumaria e outros de forte degustação crescerem e se desenvolverem bastante.

No entanto, como nem tudo são flores, por ser o planeta das águas, elemento que vem se tornando o bem mais caro e precioso dos tempos, Netuno tem nos feito passar por tremendas enchentes, alagamentos, tsunamis, chuvas prolongadas e intermitentes, o que pode também ampliar o surgimento de doenças, epidemias e pandemias que se alastram pelas águas sob a sua tutela. A exploração dos mares e dos oceanos deve se ampliar, assim como todas as atividades que deles derivam.

O mais interessante é que temos buscado o sentido e significado da vida veementemente e que voltamos a sonhar e a querer nos encantar com a vida, desejando um mundo melhor, ansiando por viver paixões e romantismos, nos sentindo mais inspirados e querendo ter mais contato com a natureza e as pessoas, a valorizando o repouso, o silêncio, o bem-estar, a paz e os refúgios paradisíacos.  Ao mesmo tempo em que estamos mais duros e resistentes ao sofrimento, também estamos mais sensíveis às pessoas à nossa volta, mais abertos a perceber o alheio e a grande conexão entre tudo e todos como num grande organismo que pulsa conjuntamente. Netuno nos propôs uma nova maneira de pensar e ver a vida, um modo de pensar mais sistêmico para um ser humano mais espiritualizado e sensível. Pena que o efeito colateral disso seja o aumento da drogadição, da criminalidade e do percentual de pessoas que vivem à margem da sociedade e de um padrão de vida digno. Netuno só muda de signo em 2026.

Urano mudou para Touro em maio passado. Há  poucos meses retrogradou e voltou para Áries, mas deve retornar a Touro em março do ano que vem. Urano é um dos planetas do sistema solar que não se vê a olho nu e por isso também o associamos com parte de nossa mente que não conhecemos, a mente inconsciente.

Urano rege a nossa inteligência superior ou a capacidade que temos de nos rebelar sempre que intuímos que nosso projeto de autonomia ou liberdade está ameaçado. O planeta rege ainda a nossa maior ou menor criatividade, inventividade, autonomia, independência, além da capacidade de renovação, excentricidade, sobretudo a intuição e a percepção rápida e acelerada da realidade, que se manifestam repentinamente através de insigths, captações sobre o futuro, viradas de vida ou mudanças bruscas que nos farão romper com velhos padrões, tradições e estruturas para deixar que o novo, o futuro, o porvir e a contemporaneidade penetrem em nossas vidas.

Por reger a intuição e ter grande visão de futuro, Urano antecipa tendências, novas ciências e tecnologias de ponta, sejam elas técnicas, científicas, sociais, políticas, econômicas, culturais ou de comportamento, que serão utilizadas em projetos ou planejamento futuro de empresas, governos, instituições. Rege ainda as novas profissões, as atividades inconvencionais e experimentais que surgem sempre que ele muda de signo.

Em Touro, Urano vai chacoalhar os temas regidos pelo signo tais como o mercado financeiro, bancário, de pagamentos e recebimentos; a agricultura, a pecuária e consequentemente a área de alimentos e gastronomia; as áreas de embelezamento, perfumaria, joalheria e ornamentos femininos; a engenharia, a construção civil, a arquitetura e seus afins, além de segurança pública e privada. E já vimos assistindo a tais mudanças, uma vez que as áreas que mais crescem na atualidade são a de perfumaria e cosméticos, gastronomia e alimentos, finanças e sistema bancário que estão sendo revolucionadas pelas novas tecnologias, além de floricultura e agropecuária. Urano fica 7 anos num signo e ainda teremos muito tempo para ver as revoluções que causará em sua passagem por Touro.

Mas a grande novidade de 2019 é a conjunção de Saturno/Plutão em Capricórnio,  sendo que os planetas se aproximam o em abril de 2019, para se juntarem definitivamente em janeiro de 2020. Essa conjunção, que costuma reger o status quo econômico e político mundial, acontece somente a cada 36 anos e deverá dar um forte tom austero e estruturalista à realidade concreta, material, social e econômicopolitica dos próximos anos.  A ultima conjunção se deu em 1982, ocasião  da primeira grande crise do petróleo, protagonista da economia e motivo de muitas desavenças entre países nas ultimas décadas. Estivemos usando e abusando tanto desse recurso energético, que parece estar próximo do fim. Em contrapartida já estamos explorando novas tecnologias para obtenção de energia limpa, renovável e reciclável, fruto da consciência trazida por Netuno em Peixes a respeito da importância de se fazer bom uso dos recursos naturais.

Com essa nova conjunção de Saturno/Plutão em Capricórnio, o mundo vai recuar, se tornar mais duro e conservador, mais cruel e desumano, mais capitalista, fascista e retrógrado, mais opressivo, intolerante e violento antes que possamos acordar para o fato de que é preciso fazer mudanças drásticas, revoluções de pensamento, comportamento e maneira de viver em sociedade. Não é mais possível tolerar o capitalismo selvagem, a hegemonia das superpotências, o abuso de poder de uns sobre outros, a tirania, o medo e desequilíbrio gerados por toda parte.

Mas antes de fazer tais mudanças, infelizmente viveremos um tempo de muita escassez de recursos, de cruéis níveis de fome e miséria, de brutal segregação e exclusão de alguns por outros, de longa fase de destruição, guerras, atrocidades e confrontos jamais vistos. Antes que as mudanças ocorram será preciso sentir muita necessidade, muito medo, raiva e indignação para que possamos acordar, revolucionar o mundo, a sociedade e a vida para reverter esse quadro. Primeiro temos que revolucionar o pensamento e a ordem instaurada para que depois seja possível construir um mundo mais inclusivo e uma sociedade mais generosa, mais justa e humana para todos. E o mais importante é perceber que tudo pode ser feito sem gerar mais destruição e sofrimento antes de gerar equilíbrio, harmonia e paz.  O pulo do gato é descobrirmos como.

Eclipses e retrogradações

Em 2019, entre os planetas pessoais, só teremos Mercúrio retrogradando por 3 vezes ao longo do ano. A primeira será em Peixes de 5 a 29 de março, a segunda em Leão, de 7 de julho a 2 de agosto e a ultima em Escorpião, de 31 de outubro a 21 de novembro. Sempre que o planetinha da comunicação, dos transportes, do comércio, documentos e papéis entra em retrogradação, os nativos daquele signo sofrem com os assuntos regidos por ele, assim como os nativos de alguns outros signos que fazem tensão com aquele onde o planeta retrograda.

Quanto aos eclipses, teremos o seguinte quadro:

– eclipse solar parcial em 6 de janeiro em 15 graus de Capricórnio

– eclipse lunar parcial em 16 de julho em 24 graus de Capricórnio

– eclipse silar anular em 26 de dezembro em 4 graus de Capricórnio

Um eclipse ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua estão alinhados de modo que algum deles seja ocultado por outro. Eclipsar significa desaparecer, obstruir, enfraquecer e um eclipse provoca acelerações, intensifica crises ou traz inversão de tendências.

É comum ocorrerem dois eclipses no mesmo mês, um por ocasião da Lua Nova e outro da Lua Cheia ou vice-versa, e é o que teremos nos meses de janeiro e julho; e novamente em dezembro. Um eclipse sempre provoca o confronto entre passado e futuro. No eclipse solar, o passado tende a retornar com força total, propondo a revisão de temas que já tinham sido superados. Resta saber se eles cabem em nossa vida novamente ou se vão nos fazer concluir que é hora de mudar de hábitos, de direção, de relações, de postura, de atitude.

No caso do lunar, o futuro é que deve vencer e costuma acelerar tendências futuras, revelar fatos, introduzir pessoas, alterar atividades e relacionamentos, propor ideias e sentimentos inéditos. Velhos hábitos, pessoas ou lembranças são abandonados em favor de novos, que surgem com força total. No plano coletivo, novos conceitos, comportamentos, modismos e líderes surgem no cenário sociocultural e político.

Recomenda-se não estar vivendo situações que estejam próximas do seu limite, que estejam com a corda esticada ou exigindo energias extras. Seus efeitos começam um mês antes do eclipse ocorrer e podem perdurar por 6 meses.

FELIZ 2019!!!

Ciça Bueno, dezembro de 2018

4 COMENTÁRIOS

  1. Olá Ciça,

    Tudo bem! adorei as previsões para 2019!
    Mas senti a falta das previsões de cada signo….não terá mais?

    Bjs e Feliz Natal e Próspero 2019!
    Angela Dall’Acqua

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here