Início Artigos Numerologia Introdução à numerologia pitagorica

Introdução à numerologia pitagorica

44
0

Desde idos tempos, os números são utilizados para avaliar extensão e quantidade, medir o tamanho e a quantia de objetos, séries, ciclos, relações de espaço e tempo, além de leis e princípios científicos expressos em símbolos numéricos e matemáticos. Também certos simbolismos mitológicos e religiosos se organizam a partir deles, baseados em unidades, pares, tríades ou trindades, de várias formas. Eles podem também representar conceitos e símbolos filosóficos, metafísicos e místicos e, finalmente, mas não menos importante as relações numéricas são fundamentais para o ritmo, a métrica e a harmonia da música, a única arte verdadeiramente universal.

A ciência mãe que organiza números é a Matemática (ciência que investiga relações entre entidades definidas abstrata e logicamente – Aurélio, pág 898), de onde derivam sub-divisões que se dispõem, cada uma delas, a estudar um de seus ângulos: a aritmética, a geometria, a álgebra.

Os números podem ser representados em três sistemas diferentes: com traços para cada numeral – I para o 1, II para o 2 e etc…, como nos hieróglifos egípcios; há sistemas que usam letras do alfabeto para numerais como o grego, o hebraico e o romano; e o terceiro é o arábico, usado hoje em dia universalmente, que veio dos Hindus e Báctrios, um antigo povo iraniano, e dos árabes.

Há várias maneiras de organizar números e letras pois há vários alfabetos e portanto vários conjuntos simbólicos que se organizam a partir dos números, dependendo da língua e da cultura sócio-religiosa na qual nasceram.

(foto Pitágoras) A ciência da Numerologia pode vir da Cabala, da tradição hermética, hindu, chinesa ou outras, e sempre vai representa as relações numéricas presentes no Universo e na consciência humana daquela cultura. Entre as diversas Numerologias, está a Pitagórica, que utilizaremos aqui, criada e sistematizada por Pitágoras, o pai da Matemática e da Filosofia do Ocidente, nascido na Grécia, berço de todo o pensamento, cultura e civilização em que vivemos deste lado ocidental do mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here