Previsões para 2014 – Um ano para refletir e fazer escolhas

2014 = 7

Na numerologia,  2014 soma um 7,  número através do qual Deus conversa conosco:  são 7 os dias da semana,  os planetas visíveis a olho nu,  as cores do arco-íris,  os níveis angélicos,  as notas musicais;  nós possuímos 7 corpos,  7 chakras,  7 buracos no rosto e por aí vai.  O 7 representa o sagrado,  o místico,  o espiritual,  traduz a conversa entre céu e terra,  nos remete à reflexão e à busca de respostas às várias perguntas que nos ocorrem nesse momento crítico que a humanidade atravessa.

No Tarô,  o 7 representa a carta do Carro,  que traz um homem sobre uma carruagem puxada por 2 cavalos,  um da razão e outro da intuição.  O homem caminha rumo ao futuro mas não tem o comando das rédeas em sua mão.  No primeiro momento de consciência individual na escala evolutiva do tarô,  o homem tenta antecipar o porvir.  O 7 pressupõe reflexão,  aprofundamento e percepção do entorno,  para que haja compreensão e para que as escolhas sejam realizadas de forma genuína.

Na Astrologia,  teremos duas fases bem distintas entre o primeiro e o segundo semestres.  No primeiro,  vários planetas pessoais estarão retrógrados de janeiro a julho,  reforçando a ideia de que é hora de rever,  revisar,  refletir,  escolher,  redirecionar:  estamos correndo a tamanho galope que nem nos damos conta da aceleração em que vivemos.  Estamos indo pra onde mesmo?

Vênus,  que está retrógrada em Capricórnio,  continuará caminhando do final do terceiro até o final do segundo decanatos:  relacionamentos e recursos de toda sorte estarão em foco e questionamento,  atingindo especialmente os nativos daquele signo e também os de Áries,  Libra e  Câncer dos mesmos decanatos.

Em fevereiro,  Mercúrio retrograda entre o comecinho de Peixes e os decanatos finais de Aquário:  confusões,  mal-entendidos,  ineficiência,  interferências e questionamentos espirituais,  universais e humanitários estarão presentes.  Em março será a vez de Marte,  o raivoso,  retrogradar por todo o signo de Libra,  onde já se encontra bem desajeitado:  serão quase tres meses de questionamentos e desagravos para reparar os desequilíbrios e desmandos ocorridos nas áreas sociais,  públicas,  políticas,  diplomáticas e de justiça.  O fenômeno atinge novamente os nativos de Áries, Libra, Câncer e Capricórnio.

Em junho,  será a vez de Mercúrio retrogradar de novo,  desta feita entre o comecinho de Câncer e os finais de Gêmeos.  Recomenda-se,  na medida do possível,  que se evite a abertura de empresas,  a tomada de decisões,  os investimentos de vulto,  os procedimentos médicos que não sejam emergenciais e as situações de risco por todo o semestre.

Júpiter,  o generoso expansor,  que costuma emanar fertilidade e abundância por onde passa,  estará transitando entre o segundo e o terceiro decanato de Câncer até julho,  quando entrará em Leão.  Saturno adentra o segundo decanato de Escorpião já em janeiro e caminha direto até março,  quando inicia retrogradação até o mês de julho.  A fase de retrogradação tende a acentuar as reflexões do primeiro semestre para os nativos de Escorpião,  Touro,  Leão e  Aquário.  Ao retomar o movimento direto no segundo semestre,  o velho sábio,  corregedor e senhor do carma,  vai andar ligeiro e adentrar o signo de Sagitário ainda no finalzinho de 2014.

Urano,  o imprevisível,  rebelde e inovador,  continua transitando em meados de Áries,  peitando Plutão,  o poderoso,  praticamente por todo esse ano.  Os momentos mais críticos desse enfrentamento são agora em janeiro e depois em abril de 2014.  Já Netuno,  o regente da hiper- sensibilidade,  da capacidade que temos de ser humanos,  humanitários,  criativos,  artísticos,  talentosos e imaginativos,  de sonhar,  se emocionar,  se arrebatar e se envolver com a vida,  caminha vagarosamente no início de Peixes e ali permanecerá por todo o ano,  derramando suas benesses e encantos mundo afora,  principalmente para os nativos daquele signo e também os de Câncer e Escorpião.

Em 2013 corremos tanto,  tentando fugir da crise e da realidade,  que a primeira Lua Nova de 2014 perpetua o mesmo clima.  O fenômeno,  que ocorreu no primeiro dia do ano,  às 9h15 em Capricórnio,  aponta tensões e grandes mudanças.  Os luminares estão coladinhos a Mercúrio/Plutão e em tensão com Marte e Urano.  Trocando em miúdos,  Capricórnio é um signo de terra,  ligado à matéria e à realidade,  regente do status quo vigente,  do capitalismo selvagem,  da luta pela segurança e pela manutenção do poder,  sobretudo o palpável.

Plutão,  o senhor das transformações inevitáveis,  está ali desde 2008,  revolucionando as formas de poder e controle,  intensificando as alterações climáticas e o aquecimento global,  enfatizando a crise econômico-financeira,  a escassez de recursos e o desequilíbrio ecológico por que passamos;  vagarosamente a humanidade se dá conta de que a renda e os recursos concentrados na mão de alguns,  só faz manter seu poder e seus privilégios.  Na verdade,  são poucos os que através do domínio,  da força,  da imposição e do autoritarismo tentam manter o jogo de forças inalterado:  mas até quando?

A tensão com Urano,  o revolucionário,  que já ocorre há anos,  representa a luta dos indivíduos comuns pela ruptura com tal padrão de realidade tão nu e cru,  em favor de uma nova conjuntura,  calcada em maior liberdade,  democracia,  solidariedade, sustentabilidade e humanitarismo.  Marte envolvido nesse jogo de forças atualmente,  só põe mais lenha na fogueira, acirra as tensões e a crise.  Janeiro promete não dar fôlego desde o início e 2014 já começa pra valer:  quem sabe é preciso apertar mesmo o cerco para que algo de novo aconteça!  E que venham as grandes transformações,  porque do jeito que está não dá mais para continuar!

Não deixe de fazer a sua parte,  de fazer o que estiver ao seu alcance para mudar o nível de consciência,  transformando a realidade do seu entorno e daqueles que você ama e preza.  Se cada um fizer um pouquinho,  podemos mudar o mundo,  sim!

No segundo semestre,  a realidade parecerá mais amena e deve conspirar mais a nosso favor:  Júpiter entra em Leão,  se alia a Urano e promete ampliar o espírito empreendedor,  trazer novidades,  renovar o positivismo,  propiciar maior crescimento.  Só haveremos de ter uma retrogradação de Mercúrio e de assistir o arrefecimento da tensão entre Urano e Plutão:  a crise mundial pode vir a arrefecer e o astral melhorar consideravelmente.  Mas, até lá,  há muitas escolhas a fazer!

Alguns eclipses vão ocorrer ao longo do ano:  um lunar total em 15/04 no terceiro decanato de Libra e outro solar em 29/04 no primeiro decanato de Touro.  No segundo semestre,  em 8/10 haverá outro lunar total em meados de Áries e um solar parcial em 23/10 no início de Escorpião.  Não devemos permitir que situações estejam beirando o seu limite na ocasião de qualquer eclipse,  principalmente se pertencermos aos decanatos e signos mencionados.

O Brasil,  que atravessa um ano 22/4 (07+09+2013=22/4, ultimo aniversário),  viverá um momento-divisor de águas,  um primeiro semestre de crises,  provações e privações.  Quem sabe assim nos demos conta de que esta fase deve terminar para que outra comece:  esperemos que haja profundas mudanças e que os brasileiros consigam fazer melhores escolhas no futuro próximo!

Veja abaixo as previsões para o seu signo em 2014 e para janeiro especialmente. (se você conhece seu signo ascendente, leia o texto relativo a ele também)

Feliz 2014!!!

Áries – momentos mais críticos serão agora e em abril, principalmente na área dos relacionamentos. Não permita que conflitos em parceria cheguem a beirar os limites porque podem virar litígios. Área doméstico-familiar em crescimento a partir de março e, a área do amor e da criatividade, a partir de julho: aguarde boas novas. Em janeiro, o profissional estará em foco e com fortes demandas. Se você tem dívidas, é hora de tentar negociá-las.

Tourorelacionamentos, projetos intelectuais e futuros voltam a crescer a partir de março. A área doméstico-familiar recebe impulsos positivos e crescimento a partir de julho. No momento e em abril, o dia a dia e a saúde pedem muita atenção. Lunação de janeiro ativa os mesmos temas e mais a ética, a moral e a justiça, as viagens e os projetos internacionais, os novos interesses e os horizontes intelectuais. Fique ligado ao eclipse de abril.

Gêmeos – crise atual deve se acirrar com a lunação: algum afeto ou tema econômico-financeiro precisa de foco e aprofundamento. Não releve o conselho e não tente se esquivar do assunto, para não comprometer o futuro. O bolso tende a retomar crescimento a partir de março e temas intelectuais, comerciais e promocionais a partir de julho. Fique ligado nas retrogradações de seu regente: fevereiro pode pegar no profissional e em junho no financeiro.

Câncerreveja seus planos de crescimento para retomar desenvolvimento a partir de março. As áreas mais críticas da vida estarão em foco agora e em abril: relacionamentos e parcerias pedem atenção, reflexão e redirecionamento; casa e família passam por crise e tensão; área profissional promete alteração e mudanças para quem se aprofundar e refletir. O processo será lento e longo. Dedique-se, questione-se e mude. E conte apenas consigo mesmo.

Leão – se tinha planos de descansar, não vai ser possível. A lunação vai ativar a área cotidiana, o ambiente de trabalho e a saúde. Há muito o que fazer e algumas arestas a aparar: algo ou alguém ali demanda reflexão e direcionamento. Você deve se dedicar a fazer planos de como e onde quer crescer a partir de julho, quando Júpiter estiver em seu signo. Irmãos, amigos ou projetos futuros que envolvam viagens, justiça ou novos estudos pedem reflexão e escolhas.

Virgem – Lunação ativa seus amores, criatividade, relação com filhos e com obras: alguma crise em curso pede revisão e acertos, seja na área financeira ou afetiva. Ou será que algum projeto que estava prestes a nascer, precisa ser redimensionado? Reveja também as amizades, os projetos futuros e pense no que você quer fazer a partir de julho: será que algum relacionamento novo quer fazer parte de sua vida? Mas será que há espaço pra isso? Reflita a respeito.

Libravarias áreas de sua vida pedem revisão: saúde e vitalidade, amores e parceiras, família e área doméstica, profissão e carreira. Desde meados de dezembro havia vários sinais de que era preciso ver, revisar, questionar e se reposicionar. Se você não ouviu os sinais, agora deve estar lamentando. Se ouviu, já percebeu que o processo de cura vai ser lento e que é preciso muita dedicação. Não espere pelo outro e nem o culpe por seu próprio destino: ponha mãos à obra.

Escorpião – Saturno em seu signo continua propiciando reestruturação. Mas a área financeira depende de alguns processos de justiça ou de alguma revisão filosófica de sua parte. Ou será que precisa aprender algo novo ou se especializar em alguma atividade mais humana? No momento, há que ter paciência e aceitar que algo seja amadurecido para vir à tona só a partir de julho. Entre março a julho enfrentará a fase mais intensa. Depois, é só colher os louros.

Sagitárioa área concreta, produtiva, material e financeira está em crise? E o que você está fazendo por elas? Projetos futuros dependem de planejamento, posicionamento, dedicação. Se você sente que algo novo está para acontecer, saiba que nada vai cair do céu: é preciso parar, pensar, planejar, estabelecer um orçamento e aí sim, dar vazão à obra. Ainda haverá muitos descompassos até meados do ano, quando só então as coisas devem deslanchar.

Capricórnio – você está no centro de tudo e tudo depende de como encara a vida, do que pensa sobre o futuro, sobre seus relacionamentos, seu entorno. Comece pela saúde, seu corpo, sua vitalidade. Depois passe pela área familiar, onde a instabilidade parece imperar, enquanto você não se posicionar. Por fim, pense se está contente com o que faz ou com o modo como faz. Mudanças radicais serão necessárias. Pare de empurrar com a barriga.

Aquário – a lunação parece que não vai incomodá-lo. Voce pode continuar em férias e terá bastante tempo para elaborar seus planos futuros até a próxima lunação em seu signo. Mas não fique apenas no nível da razão e aprofunde-se, permita-se sentir o que realmente deseja, cuide do corpo, dos amores, do coração. O ano está apenas começando. Que tal se abrir para os afetos uma só vez na vida? O mundo não é feito só de ideias e pensamentos…

Peixes – seus planos só devem deslanchar a partir de março. Até lá, alguns descompassos devem ser enfrentados para que você pare e perceba que tem que refazer os projetos futuros e repensar as parcerias que vinha desenvolvendo. Voce está mudando profundamente e deve prestar atenção: sua vida tende a ficar como você quer, mas vai demorar um pouco pra isso. Acompanhe no processo, mas antes faça um balanço de valores e filosofia de vida. Amplie horizontes e verá que deve aprender algo novo.