Semana de 23 a 28 de dezembro de 2013

Feliz Natal!

Na sua trajetória em torno da Terra ao longo do ano (na verdade é a Terra que orbita em torno dele, mas a impressão que temos é ao contrário), o Sol forma dois pontos de Equinócio, que marcam o início da primavera e do outono e dois pontos de Solstício, que marcam o início de verão e do inverno. No dia 21 de dezembro passado, com a entrada do Sol em Capricórnio, tivemos o Solstício de Verão aqui no Hemisfério Sul e o Solstício de Inverno no Hemisfério Norte. No Norte, onde o inverno é mais rigoroso, o solstício representa o ponto de maior escuridão e frio, momento em que o Sol se encontra mais longe da Terra, na porta hibernal. Esse momento marca também o início da fase luminosa do ciclo anual, pois é aqui que o Sol começa sua trajetória em direção à primavera. Assim como o Solstício de Verão marca o início da fase de obscurecimento, na porta estival. Na tradição chinesa, descrita no I Ching, o Livro das Mutações, o Solstício de Inverno é representado pelo hexagrama Retorno, ponto de transição sugerido pelo fato de que após as linhas obscuras yin expulsarem todas as linhas luminosas yang acima, outra linha luminosa surge novamente embaixo, anunciando que o tempo das trevas passou: o solstício de inverno traz a vitória da luz. Esse movimento não é provocado pela força mas pelo próprio curso da natureza, já que o movimento é cíclico e se completa em si mesmo. Tudo vem de modo espontâneo e no devido tempo. Na tradição hindu, da mesma forma, o solstício hibernal abre a devayana, a via dos deuses, enquanto o estival abre a pitriyana, a via dos ancestrais, que corresponde na tradição pitagórica, à via dos deuses e dos homens. E é também por esse motivo, que a tradição cristã escolheu esse momento como símbolo do nascimento de Jesus, já que é no terceiro ou quarto dia após o solstício de inverno no Hemisfério Norte, que realmente se vê o disco solar renascendo no horizonte, como sinal de retorno da Luz, da Vida, da Energia, do Espírito, da Esperança. Ali, o movimento está em seus primórdios e deve-se fortalecê-lo através do repouso, pra que não se dissipe prematuramente. Por isso, desejamos a todos um bom descanso! Como somos todos iguais perante Deus, nesta semana não teremos previsões por signo. Na próxima, não perca as previsões gerais e por signo para 2014.

Feliz Natal! (texto editado por Ciça Bueno do “I Ching, o Livro das Mutações”, Richard Wilhelm, Ed. Pensamento, 1993 e, do Dicionário de Símbolos, J.Chevalier e A. Gheerbrant, Ed. José Olympio, 5ª edição, 1991)