Semana de 14 a 20 de abril de 2014

Convocada pela sincronicidade,  fenômeno que a vida envia sempre que nos inquietamos,  acabo de ver/ouvir uma conferencia  imperdível sobre o Fim do Mundo.  Aos que desejem conferir a maravilha,  o link é http://vimeo.com/81488754.  Trata-se da explanação do prof. Eduardo Viveiros de Castro,  antropólogo,  sobre as lendas e mitos dos povos guaranis que habitavam nosso país quando os brancos aqui chegaram.  Defende o autor,  que o início do nosso mundo moderno,  civilizado e capitalista coincidiu com o fim do mundo dos ameríndios,  que nos séculos XVI e XVII foram quase dizimados pelos eurobrancos:  sua quase-destruição e a redução de suas populações a algo ao redor de 5%, no entanto,  não os extinguiu e,  talvez possamos utilizar sua experiência  para refazer/recuperar/reconstruir o nosso mundo,  que caminha rápida e eminentemente para o Fim do Mundo.  Segundo Viveiros,  caminhamos para uma guerra entre mundos,  o dos humanos e o dos terranos,  que ocupam o planeta Terra sob valores,  crenças e formas de viver bem diversos.   Os humanos somos nós,  os industrializados,  racionalmente científicos,  ligados pela rede,  fósseis-combustibilizados,  transgênicos,  farmacologicamente estáveis e socialmente civilizados;  os terranos são representados pelas minorias ( ao redor de 370 milhões de pessoas entre índios, negros e outros), pelas espécies em extinção, pela natureza que resiste, ou o povo de Gaia, aqueles que estão com ela e não contra ela, que se colocam na defesa de todos e não só de alguns.  Porque o problema é de todos,  apesar de só ser criado pelos primeiros,  coloca Viveiros.  Após profundas considerações e citações de outros filósofos e antropólogos do nosso tempo,  Viveiros termina a conferencia  citando os maias,  duas vezes dizimados,  a primeira entre os séculos VII e X,  por uma catástrofe climática que ainda não se sabe exatamente como ocorreu,  e a segunda,  quando foram invadidos pelos eurobrancos,  no século XVI.  Viveiros sugere que uma oportunidade inesperada se abre tanto para os guaranis como para os maias,  especialistas em fim de mundo,  de serem requisitados por nós,  “os humanos”,  para que nos ensinem como resistir e sobreviver à imensa catástrofe,  não só climático-geológica mas também sócio-política,  em curso.  Parece que para nós humanos,  a oportunidade é ainda mais pertinente.

Os que me acompanham há mais tempo,  sabem do meu interesse sobre o tema do Fim do Mundo,  que recorre há anos em minhas análises,  justamente pela obvia pertinência que sempre enxerguei entre o tema e nossa vivência cotidiana,  tão cruel na urbanidade contemporânea.  Sabem ainda da minha militância em construir pontes entre tais vivências e a Astrologia,  o maior e mais eficaz conjunto simbólico de que dispomos para compreender,  através de seu estudo e utilização,  nosso lugar nesse mundo e nesse momento histórico.  Só os símbolos têm a faculdade de mediar elementos separados,  reunindo céu e terra,  natureza e cultura,  real e imaginário,  corpo e alma,  mente e espírito.  E agem como integradores,  garantindo-nos lugar ao sol e pertinência no vasto entorno que nos rodeia e amedronta ( Ciça Bueno, Quiron e o papel do curador na contemporaneidade).

Planeta Urano, descoberto em 1781

Poderíamos recuar aos idos do século XVIII,  início da modernidade e à descoberta do primeiro planeta transpessoal,  Urano,  o rebelde criativo,  em 1781,  fenômeno sincronístico com as Revoluções Americana e Francesa,  início da era e do sujeito modernos.  A partir daí,  o homem passou a suportar a convivência com a imprevisibilidade do inconsciente coletivo e da própria vida.  Sugiro aos interessados,  que leiam o post anterior a esse no meu blog (www.cicabueno.com.br/blog),  para conhecer melhor esse inusitado planeta/símbolo.

No século seguinte,  nos idos de 1846,  surge Netuno,  o sublime sonhador,  sincrônico com o lançamento do Manifesto Comunista de Karl Marx (1848) e do socialismo,  que inventou o mundo que antagoniza o do capitalismo dos “humanos”,  até nossos dias.  Quem quiser conhecer melhor esse belíssimo deus,  sugiro ler o post de outubro de 2012 do mesmo blog,  sobre sua entrada no signo de Peixes naquele ano.  E,  em 1930,  surge Plutão,  o transformador implacável,  sincrônico ao surgimento da bomba atômica,  que vem talhando o mundo atual desde então e até agora.  Não perca leitura sobre ele e outros temas pertinentes ao assunto Fim do Mundo,  nos posts do blog que estão sob o botão 2012.  Aos que queiram,  ali encontrarão eco às análises mencionadas acima.

Pois bem,  todos sabem que Urano e Plutão se confrontam no céu desde 2010 e que,  por algumas vezes já se colocaram em posição

Planeta Netuno, descoberto em 1846

de tensão acirrada.  Nesta próxima semana,  novamente estarão em conflito exato,  pela 4ª ou 5ª vez desde o início do processo em 2008,  que estará ampliado por Júpiter,  o expansor e complexado por Marte,  o bruto,  agressivo,  provocador e titânico planeta das ações,  que ainda por cima retrograda, o que acentua os desequilíbrios.  Mercúrio também estará incluído,  já que acompanha Urano,  confronta Marte e pode promover maior confronto,  maiores conflitos,  más palavras,  bate-bocas,  rompimentos,  acidentes de trânsito,  gargalos mentais,  desafios. O grande quadrado se formará no céu desta semana é  oportunidade única de realizar grandes mudanças,  transformar e corrigir rotas de forma decisiva,  de modo a matar o velho para inaugurar o novo.  Pra quem?  Para todos de forma geral e em especial para os nativos de Áries, Libra, Câncer e Capricórnio do segundo decanato.   É  bom lembrar que quando o movimento é consciente,  dói menos e pode trazer prazer e benefícios.  Quando é mais inconsciente ou somos mais resistentes a realizá-lo,  dói pra chuchu e causa mais estragos.  É impossível passar impune aos atravessamentos dos planetas transpessoais.

O mesmo ocorre para aqueles que têm Lua,  Ascendente ou planetas pessoais naquelas posições e mesmo para países,  nações,  empresas,  instituições que tenham posições significativas de seus mapas astrais ali,  naquelas áreas do zodíaco.  O Brasil é um deles.  Oba!  Temos a oportunidade de mudar esse estado estagnado de coisas!  Vamos lá? Porque em algo estagnado, controlado e restrito, a vida não se circula e a morte não tarda.

Planeta Plutão, descoberto em 1930

Na semana passada  dissemos: “não fique bobeando nem perdendo tempo.  Arrisque e vá em frente.  O céu não está fácil mesmo,  principalmente para os amadores.  É preciso saber pra onde se está indo e aonde se quer chegar.  Obstáculos sempre fazem parte do caminho,  ainda mais em tempos tão desafiantes,  controvertidos e controversos como esses.  Por isso,  é em cada um de nós que se encontram as respostas e não no mundo”.

E agora eu lhe pergunto: você está do lado dos humanos ou dos terranos?

Saturno continua a retrogradar no 2º decanato de Escorpião,  propondo revisão profunda para os nativos de Touro,  Escorpião,  Leão e Aquário daquele decanato.  No mapa do Brasil,  Saturno atravessa a região relativa ao poder executivo e ao Estado:  temos uma oportunidade única de rever tudo profundamente,  afinal de contas não dá mais pra continuar assim,  nessa cegueira coletiva.  É hora de acordar:  faça a sua parte e exija mudanças.

E ainda teremos uma Lua Cheia com eclipse na 3ª-feira,  dia 15 de abril, às 4h43:  aceleração ou inversão de tendências à vista,  na região do terceiro decanato de Áries/Libra,  Câncer/Capricórnio.

Inclusive,  a Lua estará vermelha,  chamada também de lua de sangue,  fruto do fenômeno ser exato,  estar próximo a Marte,  o planeta vermelho e por estar acentuada pelas partículas vulcânicas de atmosfera terrestre.

É no mínimo impressionante!  E muito simbólico.

Estamos atravessando um dos muitos divisores de água pelos quais passaremos nessa fase do planeta.  É claro que o momento é agudo,  mas chegamos até aqui através de um processo,  que não terminará aqui tampouco.

De qualquer modo, não vai dar só pra contemplar:  ou participa do processo,  se posiciona e acha o seu lado,  ou vai ser atropelado pela realidade.  Simples assim!

Nesta semana não teremos previsões por signo para que não sejamos desviados da importância do coletivo em detrimento de nossas mazelas pessoais. E que tenham todos boa passagem!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Urano

– renovação,  intuição,  inventividade,  atualização permanente, contemporaneidade,  ruptura com o velho em favor do novo –

Urano é um dos planetas do sistema solar que não se vê a olho nu e por isso o associamos com parte de nossa mente que não conhecemos, a mente inconsciente.

Urano significa o mental,  a inteligência superior ou a capacidade que temos de nos rebelar sempre que “intuimos” que nosso projeto de autonomia ou liberdade está ameaçado.  O planeta rege nossa criatividade,  inventividade,  autonomia,  independência,  capacidade de renovação,  excentricidade,  atualização permanente e sobretudo a intuição e percepção rápida e acelerada,  que se manifestam repentinamente através de insigths, captações sobre o futuro,  viradas de vida,  mudanças bruscas que nos farão romper com velhos padrões,  tradições e estruturas para deixar entrar o novo,  o futuro, o porvir, a contemporaneidade.

Por reger a intuição e ter grande visão de futuro,  Urano pode antecipar tudo o que signifique novas tendências,  ciências e tecnologias de ponta sejam elas técnicas,  científicas,  sociais,  políticas,  econômicas,  culturais ou de comportamento,  a serem utilizadas em projetos e planejamento futuros de empresas,  governos,  instituições.

Rege também novas profissões,  atividades Nova Era,  inconvencionais,  experimentais,  fora do comum como astrologia,  metafísica,  antropologia,  astrofísica,  engenharia aeroespacial,  física quântica,  telecomunicações,  computação,  mídias alternativas.

Sua posição no mapa natal indica aonde ou em quais assuntos você vai vivenciar seus efeitos,  rompendo padrões,  arriscando,  inovando,  experimentando o novo para preservar sua capacidade de ser único,  diferente,  original,  revolucionário e inconvencional,  lutando contra o conformismo e a mesmice.  A posição atual sobre o seu mapa,  indica onde você está tendo a oportunidade de inovar totalmente a sua vida.

Ciça Bueno, março 2011

 

 

Semana de 17 a 23 de março de 2014

Semana inicia com Lua Cheia e alguns assuntos inaugurados nesse ciclo já dão sinais de que rumo pretendem tomar. Devemos continuar investindo nos mesmos e nos que ainda nos interessem até o dia 20, quando os frutos devem dar resultados. Senão, desista e deixe pra tomar novas iniciativas no próximo ciclo.

A semana deve começar agitada, se é que podemos usar um termo tão leve para descrever o que vem acontecendo. Com Marte em conjunto ao Nodo Lunar Norte do Destino (ou do desatino?), e caminhando em sentido retrógrado, a aceleração e a violência têm sido as tônicas ultimamente. A vida tem andado em ritmo tão acelerado que nem nos damos conta da violência que corre solta e que se manifesta nos locais públicos, onde o povo, pressionado pela dura realidade enfrenta as péssimas condições do transporte público, das estradas, das favelas e da drogadição que avança pelas ruas. Briga-se e luta-se já não se sabe mais porque! Só podemos esperar que tudo venha a arrefecer na medida em que Marte for se afastando do Nodo Norte. Mas ainda leva algum tempo. Segunda e terça-feira devem ser dias bem agitados, com a Lua em posição vulnerável às tensões enviadas por outros planetas bons de briga.

No dia 20, o Sol entra em Áries, inaugurando o outono no Hemisfério Sul e a primavera no Hemisfério Norte, fenômeno que chamamos de Equinócio, quando os dias e as noites têm a mesma duração.

Esse mapa da entrada do Sol em Áries também inaugura o ano astrológico e prognostica o ano universal 2014. Tirado para São Paulo, às 13h57, até podemos nos animar porque Júpiter, o planeta da fertilidade, da expansão e da proteção cai bem no ascendente em Câncer e isso é, de todo modo, algo positivo, humano, criativo, esperançoso. Porém, não esqueçamos que ele está envolvido em boa querela com Plutão, o grande transformador, que o enfrenta do outro extremo, e com Urano, o revolucionário, que se posiciona imperioso no Meio do Céu: o ano não vai terminar como começou e no 10º mês, tudo haverá de mudar radicalmente. A Lua estará em Escorpião, coladinha ao Saturno e em tensão com Vênus, o que indica que as vacas magras e a desarmonia continuam.

O Sol caminha solto no setor das relações internacionais, acentuando o quanto as nações caminham isoladas, sem se comunicar ou se auxiliar mutuamente, num narcisismo conveniente, como se não se dessem conta de que a humanidade é uma só e que devíamos trabalhar de forma mais sinérgica. Júpiter, Urano e Plutão continuam em tensão confirmando a tendência que cada um tem de viver por si e pensar que Deus é que trabalhe por todos. Marte e Nodo Norte se encontram numa ponta do mapa exercendo presença forte: a violência e a dissimulação continuarão acentuadas.

Porém, se nossos dirigentes continuam a se fazer de cegos, surdos e mudos, nós não precisamos nos fazer: se cada um de nós fizer a sua parte na teia da vida pensando em tornar o mundo ao seu redor um lugar melhor pra se viver, certamente estaremos construindo um futuro melhor, a par deles.

Outro dia me perguntaram quando é que irias melhorar e eu respondi: antes de ficar bom talvez ainda tenha que ficar muito rui8m pra que a gente reste atenção e se toque que tem uma imensa responsabilidade e ao mesmo tempo oportunidade de fazer melhor! Pense nisso!

E veja abaixo a melhor maneira de viver seu novo ano astrológico. Boa semana! (se você conhece seu signo ascendente, leia o texto relativo ao mesmo também)

Áriesaguarde a Lua Nova em seu signo e depois aja: você terá a oportunidade de inovar toda a sua vida, desde o âmbito familiar até o profissional com mudanças radicais, principalmente se for do 2º decanato.

Touroos projetos futuros estão mui bem posicionados. Porém, os profissionais e as parcerias precisam de revisão nos planos e nos  relacionamentos para que possam seguir em frente.

Gêmeosse for do 1o decanato tem a chance de fazer grande expansão. Todos os geminianos poderão fazer expansão profissional, financeira e criativa em sua vida: empenhem-se e vão colher muito.

Câncero 1o semestre vai ser ótimo se aproveitar a expansão que Júpiter promoverá em seu signo. Mas, terá que tomar decisões familiares drásticas; e nas suas parcerias, radicais. Profissional aponta mudanças e novidades.

Leão Júpiter vai entrar em seu signo a partir de julho: planeje desde já pra onde você quer ir e aproveite pra fazer crescimento expressivo. Área intelectual e familiar pede revisão, reforma, reestruturação.

Virgemde agora em diante, sua área de atenção deve ser a dos relacionamentos. Nativos do 1º decanato podem encontrar o amor de suas vidas. Preparem-se e sejam felizes.  Todos precisam aprender algo técnico.

Libra por alguns meses nativos do 3º e 2º decanato têm mudanças radicais a fazer. Portanto, tome as decisões corretas e empreenda-as. Não fique em cima do muro. Nativos do 1º e 2º terão suas vidas revolucionadas.

Escorpiãoem fase de auditoria, repense o que deseja mudar em sua vida e refaça o caminho. É hora de empenho e determinação, mas principalmente de se reestruturar. Repense as parcerias X profissional.

Sagitárioalgum assunto em crise tem chance de mudança radical e de ficar ótimo a partir de maio. Deve se concentrar, empenhar-se e mudar. Seu regente promete soluções magníficas em temas financeiros.

Capricórniovárias áreas pedem alterações radicais aos nativos do 2º decanato. Não tenham medo de fazer das mudanças e transformar suas vidas. Não é hora de ser conservador, mas sim ousado!

Aquárioserá um ano de muito trabalho, mas também devidamente compensador. No momento profissional pede revisão, reestruturação para poder crescer. Intelecto pede que mude a atitude, mas não o foco.

Peixeshá tempos nativos do 1º decanato vivem oportunidade única e nirvânica: será que estão aproveitando? Outros estão com amores e criatividade em alta e inovações nos ganhos materiais. Querem mais?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Semana de 3 de fevereiro de 2014

Ainda estamos sob os auspícios da Lua Nova,  excelente para dar início a novos projetos,  principalmente se forem de cunho intelectual,  social ou coletivo.  Lembremos que esse início de mês nos oferece uma janela entre a retrogradação de Vênus,  que terminou no dia 1o e a de Mercúrio,  que iniciará no próximo dia 6.

Por que não devemos iniciar projetos,  tomar decisões importantes,  marcar cirurgias,  abrir empresas,  assinar contratos ou comprar bens duráveis quando um planeta pessoal estiver retrogradando?  No caso de Mercúrio,  é porque nos falta informação sob a iniciativa que estamos tomando.  O que sabemos a respeito não é suficiente e depois,  haveremos de comprovar isso porque algo dá errado e precisa ser refeito.  No caso de Vênus,  é porque nos falta recursos de alguma ordem para seguir em frente:  pode ser material, emocional ou afetivo.  O planeta retrograda para que reavaliemos nossas relacionamentos naquele setor da vida onde ele está transitando.  E,  no caso de Marte,  normalmente estamos indecisos,  inseguros,  pisando em ovos e patinando no setor onde ele está retrogradando.  Cabe maior reflexão,  paciência e elaboração sobre o assunto:  não é hora de agir.

É claro que a vida não pode parar só porque o planeta está retrógrado e,  muitas vezes,  é preciso iniciar um projeto,  comprar algo de vulto ou de importância,  fazer uma cirurgia de urgência,  trocar o computador que quebrou,  assinar um documento importante,  e por aí vai.  Mas,  na medida do possível,  devemos evitar.  Lembremos ainda que em março será a vez de Marte entrar em retrogradação desde o dia primeiro e até meados de maio.  Por isso,  esta coluna vem insistindo em sinalizar a janela dessa semana como ultimo período para tomar iniciativas até meados de maio.

Mercúrio inicia seu andamento para trás no próximo dia 6 e assim ficará até o 1º de março,  no primeiro decanato de Peixes;  e,  depois,  no último decanato de Aquário.  No início do movimento estará em conjunção ao Netuno,  o planeta da ilusão e dos sonhos,  que costuma dourar a pílula e encantar tudo o que toca.  Cuidado com o que parece ser,  mas não é;  cuidado ainda com imprecisão,  engano,  confusão,  extravios,  perdas e dispersão.  Mas pode ser ótimo para ter conversas que visem a restaurar assuntos pendentes,  principalmente de caráter afetivo.

Em seguida,  quando Mercúrio retornar ao signo de Aquário,  podemos esperar problemas com a comunicação on-line,  conexões e aparelhos eletrônicos.  O fenômeno atinge todos nós,  mas mais especialmente os nativos de Peixes,  Virgem,  Gêmeos e Sagitário do primeiro decanato e os de Aquário,  Leão,  Escorpião e Touro do terceiro decanato.

Aproveite esse início de semana e tome todas as iniciativas que achar necessário:  não deixe pra amanhã o que pode fazer hoje.  Com o Sol em Aquário e a Lua em Áries,  é hora de ser ousado,  audacioso,  usar a intuição,  fazer algo incomum,  extraordinário,  inusitado,  inesperado.  É hora de se reinventar!

Veja abaixo as dicas pro seu signo solar. (se você conhece seu signo ascendente, leia o texto relativo ao mesmo também)

Áries o período continua excelente pra você pensar e costurar seus planos futuros.  Reinvente-se pra renascer em dois meses.

Touro – área profissional é que deve receber toda a sua atenção e novas iniciativas.  Olho vivo nas parcerias,  sociedades e relacionamentos.

Gêmeose aí?  Já deu conta das mil novidades que pintaram em sua vida?  Foco no profissional porque seu regente retrogradará ali,  tá?

Câncerjá deu pra sentir que o profissional vai ser incrementado?  Olho vivo também nas parcerias porque muitas novidades podem vir de lá.

Leãoseu foco deve ser nas parcerias e relacionamentos,  lembra?  As novidades serão muitas e desafiadamente inovadoras.   Bom,  né?

Virgem – fique de olho nos relacionamentos e parcerias porque seu regente vai retrogradar bem ali.  É hora de recuperar afetos.

Libraa vida está gostosa?  Também pudera:  com tanta novidade,  criatividade,  amor e prazeres em alta,  não dá pra reclamar, né?

Escorpiãonovidades na área familiar já devem ter acontecido,  né?  Curta e aproveite. Mas fique de olho nos amores e nos filhos.

Sagitáriojá deu pra sentir que o ciclo vai ser superestimulante,  não deu?  Pois é,  mas o financeiro e o familiar pedem olho vivo.

Capricórnio – Vênus em seu signo vai devolver tudo o que lhe tirou.  Só que agora na dose certa.  Novidades no financeiro serão surpreendentes.

Aquário sua vida está sendo inteiramente renovada.  Aproveite,  reinvente-se pra melhor e comemore.  Área financeira pede foco e atenção.

PeixesMercúrio retrógrado em seu signo pede toda atenção aos nativos do 1º decanato.  Cuidado com enganos,  dispersão e mal-entendidos em parcerias.

 

Semana de 23 a 28 de dezembro de 2013

Feliz Natal!

Na sua trajetória em torno da Terra ao longo do ano (na verdade é a Terra que orbita em torno dele, mas a impressão que temos é ao contrário), o Sol forma dois pontos de Equinócio, que marcam o início da primavera e do outono e dois pontos de Solstício, que marcam o início de verão e do inverno. No dia 21 de dezembro passado, com a entrada do Sol em Capricórnio, tivemos o Solstício de Verão aqui no Hemisfério Sul e o Solstício de Inverno no Hemisfério Norte. No Norte, onde o inverno é mais rigoroso, o solstício representa o ponto de maior escuridão e frio, momento em que o Sol se encontra mais longe da Terra, na porta hibernal. Esse momento marca também o início da fase luminosa do ciclo anual, pois é aqui que o Sol começa sua trajetória em direção à primavera. Assim como o Solstício de Verão marca o início da fase de obscurecimento, na porta estival. Na tradição chinesa, descrita no I Ching, o Livro das Mutações, o Solstício de Inverno é representado pelo hexagrama Retorno, ponto de transição sugerido pelo fato de que após as linhas obscuras yin expulsarem todas as linhas luminosas yang acima, outra linha luminosa surge novamente embaixo, anunciando que o tempo das trevas passou: o solstício de inverno traz a vitória da luz. Esse movimento não é provocado pela força mas pelo próprio curso da natureza, já que o movimento é cíclico e se completa em si mesmo. Tudo vem de modo espontâneo e no devido tempo. Na tradição hindu, da mesma forma, o solstício hibernal abre a devayana, a via dos deuses, enquanto o estival abre a pitriyana, a via dos ancestrais, que corresponde na tradição pitagórica, à via dos deuses e dos homens. E é também por esse motivo, que a tradição cristã escolheu esse momento como símbolo do nascimento de Jesus, já que é no terceiro ou quarto dia após o solstício de inverno no Hemisfério Norte, que realmente se vê o disco solar renascendo no horizonte, como sinal de retorno da Luz, da Vida, da Energia, do Espírito, da Esperança. Ali, o movimento está em seus primórdios e deve-se fortalecê-lo através do repouso, pra que não se dissipe prematuramente. Por isso, desejamos a todos um bom descanso! Como somos todos iguais perante Deus, nesta semana não teremos previsões por signo. Na próxima, não perca as previsões gerais e por signo para 2014.

Feliz Natal! (texto editado por Ciça Bueno do “I Ching, o Livro das Mutações”, Richard Wilhelm, Ed. Pensamento, 1993 e, do Dicionário de Símbolos, J.Chevalier e A. Gheerbrant, Ed. José Olympio, 5ª edição, 1991)